Google+ Followers

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Devaneios

Estou em devaneios, confuso, totalmente perdido; Desde o instante que afastou-se de mim ando triste, sem rumo. Era o motivo da minha existência, a força que impulsionava-me. 
Não consigo reagir, nem seguir em frente; Sinto-me impotente, destruído. E o fim é a única certeza que tenho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário